• Karoline Hoffmann

Compartilhei fotos íntimas. Preciso de ajuda!


Diversos fatores podem fazer uma pessoa produzir e compartilhar fotos íntimas, os famosos nudes. As motivações vão desde um relacionamento a distância, insegurança da perda do parceiro recém conquistado ou até mesmo ameaça/coação.


A produção e compartilhamento, por vezes, são atos imediatos e sem qualquer tipo de ponderação sobre consequências.


As consequências, veja bem, podem ser desastrosas e irreversíveis. Não são poucos os casos que chegam ao escritório sobre o que fazer para impedir que quem recebeu a foto não a divulgue, não a compartilhe, não faça dela uma arma para destruição da vida social.


O fato é que estamos munidos de uma arma contra nós mesmos. Os smartphones facilitaram a produção e compartilhamento deste material. As máquinas Kodak de 24 poses que você batia a foto e levava para uma loja para revelar barravam muito a produção desse material, afinal, terceiros revelavam e tinham acesso às suas fotos.


Você pode não ser da época em que precisávamos revelar fotos, mas certamente possui no mínimo 01 smartphone e pode estar a um passo de produzir uma foto íntima para compartilhar. Podemos intervir judicialmente sobre uma ameaça ou até mesmo divulgação? Podemos, claro. Afinal quem recebeu certamente sabia que a foto era para seu deleite e não para compartilhar ou ameaçar, mas tenha a certeza que nenhuma ordem judicial de punição (penal ou pecuniária) reparará o impacto do fato de ter sua intimidade violada, por isso, pense muito bem antes de produzir e compartilhar fotos íntimas.




3 visualizações0 comentário