top of page
  • Karoline Hoffmann

LGPD para Departamento Pessoal?


Existe algo específico na relação entre proteção de dados e departamento pessoal?


Então conectados, vocês já devem ter escutado sobre LGPD no Marketing, LGPD no departamento pessoal, LGPD no departamento comercial, como se para cada parte de uma empresa a LGPD fosse diferente, mas não é.


De fato a interpretação da lei sobre os fluxos de dados específicos em cada departamento é muito importante para a conformidade.


Quando a gente fala de departamento pessoal ou recursos humanos a atenção está no fato de ser um setor que trata diariamente um grande volume de dados, mas, se bem organizados os fluxos e a delimitação de acesso, eventuais riscos à privacidade de colaboradores ou até mesmo de candidatos a vagas fica reduzido.


O que a gente indica sempre é a organização, porque a gente sabe que é um bombardeio de dados e procedimentos todos os dias para fazer. Desenhar os processos internos do departamento, delimitar quem tem acesso a que, quais dados pessoais são necessários para cada procedimento. Tudo isso acaba com a farra dos dados e confere segurança tanto para empresa quanto para o colaborador responsável pelos tratamentos que realiza.


Essa organização é um trabalho conjunto entre os profissionais do departamento e a consultoria contratada para identificar os pontos de desconformidade com a Lei ou até mesmo com o encarregado de dados se a empresa já tiver contratado.


Conclusão, a LGPD não vem para travar o seu departamento pessoal, ela só vai deixar cada pecinha em seu lugar para que a empresa, mais especificamente o colaborador, consiga garantir os direitos dos titulares cujos dados estão nas suas mãos.


Se conhece alguém que atende no DP e está com ranço da LGPD, aproveita para encaminhar esse post. Quem sabe eles não fazem as pazes nesse final de ano...

1 visualização0 comentário
bottom of page